Dieta para melhorar a memória

Todo mundo deseja melhorar a memória e concentração. Por isso, esse artigo vai relatar alguns alimentos importantes que devem estar em sua dieta para melhorar a memória.

Com o avanço da idade aumenta o risco de perda de memória e de doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson.

O envelhecimento cerebral vem sendo uma grande preocupação das pessoas e ter uma alimentação saudável é a principal estratégia para prevenir problemas de memória futuramente.

Radicais livres

Os radicais livres são moléculas presentes no corpo humano. Essas moléculas em excesso deixam o corpo e a mente mais vulnerável a doenças.

No cérebro, os radicais livres prejudicam a liberação de neurotransmissores. Os neurotransmissores desempenham um papel importante na vida cotidiana.

Os radicais livres são produzidos pelo corpo. Entretanto, existem algumas formas de aumentar ou diminuir a produção dessas moléculas no corpo.

Consumir alimentos industrializados regularmente, sedentarismo, cigarro, ingerir bebidas alcoólicas e ambientes poluídos são fatores que fazem o corpo produzir mais radicais livres causando uma série de complicações para a saúde.

Depressão, ansiedade e estresse são outros fatores que influenciam na produção dos radicais livres. Um ou outro remedio para memoria também pode influenciar a produção dos radicais livres, dessa forma, é sempre aconselhável evitar esses medicamentos, principalmente sem acompanhamento médico.

Alimentação para o cérebro

Dieta para melhorar a memóriaPara uma boa dieta para melhorar o cérebro é muito importante focar em alimentos antioxidantes. O motivo é que esses alimentos favorecem a eliminação de radicais livres que interferem na boa função cerebral.

No geral, frutas, verduras e legumes são ricos em antioxidantes que protegem as células e evitam a produção em excesso dos radicais livres.

Peixes no geral, como salmão, tilápia, bacalhau e sardinha são ricos em ômega-3 que é um ácido graxos que atua na função cerebral por promover a comunicação entre as células nervosas. O consumo regular desse ácido graxos ajuda na construção das bainhas de mielina ao redor das fibras nervosas, facilitando a neurotransmissão.

Outro benefício importante do ômega-3 é ser cicatrizante. Logo, ele é muito indicado para pessoas que acabaram de fazer uma cirurgia ou que sofreram algum acidente. Veja outros benefícios do ômega-3:

As nozes é um dos melhores alimentos que você também pode consumir para o cérebro. Ela é rica em ômega-3 e têm vitamina E que, por ser antioxidante, diminui o envelhecimento das células do cérebro evitando o esquecimento.

O zinco é um mineral que tem a função regulatória no organismo. Esse mineral protege os neurônios contra os radicais livres e preserva as membranas dos neurônios, colaborando para a troca de informações entre eles. O zinco está presente em alimentos como, ovos, ostras, caranguejo, laticínios, fígado e carnes vermelhas.

A vitamina E, presente no azeite e nos cereais, é um nutriente muito importante para o cérebro porque aumenta a concentração, reflexos e a sensibilidade vibratória.

A vitamina C é outro nutriente vital para o cérebro, o motivo é que ela tem o poder antioxidante e participa da atividade química dos neurônios, sendo importante para a memória e para a concentração. Boas fontes de vitamina C são as frutas cítricas, a acerola e o Kiwi.

Dieta para cicatrização

No artigo anterior falamos sobre como fazer uma dieta pós-cirurgia.

O artigo de hoje vai ser um complemento do artigo anterior, porém nesse artigo abordaremos alguns alimentos que facilitam e atrapalham sua cicatrização.

As escolhas alimentares fazem toda a diferença na reconstrução do tecido e na saúde da pele.

Uma coisa que você precisa ter em mente é que certas substâncias encontradas em alimentos ajudam a reconstruir o tecido lesionado.

Principalmente depois de uma cirurgia como a abdominoplastia, mamoplastia, gluteoplastia, rinoplastia, etc.

Afinal, essas cirurgias como a abdominoplastia valor é muito alto para ser feito pela segunda vez. E com isso todo cuidado é pouco no pós-operatório.

Quais alimentos consumir?

Antes de mais nada, para melhorar a cicatrização é importante manter o corpo bem hidratado.

Pois quando nossa pele está bem hidratada, ela fica mais elástica e a cicatriz fica melhor.

Para ter um corpo bem hidratado é aconselhável beber no mínimo 3 litros de água. Consumir alimentos ricos em água como laranja, melancia e pepino também ajudam.

Para melhorar a pele e acelerar a cicatrização é recomendado consumir alimentos ricos em proteína.

Uma dieta rica em proteína ajuda na formação do tecido que vai ser necessário para fechar a ferida.

Outro tipo de alimento recomendado na dieta são os ricos em ômega-3.

O ômega-3 não só faz bem para a saúde do cérebro, como também reduz o risco de inflamação da pele o que facilita ainda mais a cicatrização. O ômega-3 é encontrado em peixes e na linhaça.

As frutas vermelhas são conhecidas pelo efeito cicatrizante. Isso porquê essas frutas contêm flavonoides, que protegem as paredes dos vasos sanguíneos e combatem o processo inflamatório. Além disso, morango, amora, framboesa e cereja, por exemplo, possuem um antioxidante natural capaz de reforçar a defesa do corpo contra as infecções e, ainda, manter a elasticidade da pele.

Quais alimentos não consumir?

No outro lado existem os alimentos que você deve evitar porquê atrapalham a cicatrização.

No geral, esses alimentos são os enlatados (industrializados). O motivo é que esses tipos de alimentos são ricos em nutrientes não saudáveis quando consumidos em excesso.

Que são o sódio, frutose e a gordura trans.

O sódio pode até ser benéfico para o corpo quando consumidos em pequenas quantidades. Porem a frutose e a gordura trans podem fazer muito mal e atrapalha o seu processo de cicatrização.

Além disso, ambos são os grandes causadores em doenças cardiovasculares como o derrame.

Dieta pós-cirúrgico

Alimentação pós-operatórioAs cirurgias aqui no Brasil crescem a cada ano, estima-se que mais de 30% da população brasileira já fez alguma cirurgia. E uma das mais feitas atualmente são a cirurgia plástica no nariz, abdominoplastia, mamoplastia e gluteoplastia.

E a dieta pós-cirúrgico é fundamental na recuperação e na cicatrização da cicatriz. Obviamente que cada cirurgia exige uma particularidade e um cuidado especial. Entretanto, as dicas de dieta que será citado aqui é para praticamente todos os tipos de cirurgias.

É importante avisar que as dicas desse artigo não substituem o acompanhamento médico.

Dieta pós-cirúrgico

O primeiro passo para uma dieta após uma cirurgia é evitar o consumo de alimentos gordurosos e açucarados, porque o açúcar e a gordura dificultam a circulação do sangue, que é essencial para que os nutrientes cheguem à ferida para cicatrizar o tecido.

Os alimentos cicatrizantes, como leite, iogurte, laranja e abacaxi, são importantes na recuperação após uma cirurgia porque facilitam a formação do tecido que fecha as feridas e ajudam a diminuir a marca da cicatriz.

Os alimentos ricos em proteínas são bem-vindos na dieta pós-cirúrgico, isso porquê a proteína ajuda na formação de tecido que vai ser necessário para fechar a ferida. As fontes de proteína mais bem-vindas na dieta pós-cirúrgico são: ovos, leite e derivados e carne vermelha.

Dieta pós-cirúrgico

Muito atenção na carne vermelha, devido ela ser fonte de gordura saturada, é muito importante escolher pedaços magros, sem gordura.

Um tipo de gordura muito interessante e benéfica para cicatrização é o ômega-3, isso porquê esse nutriente reduz a inflamação facilitando a cicatrização. As fontes mais ricas do ômega-3 são a carne de peixe, principalmente o salmão.

As frutas também tem um papel importante na cicatrização. Frutas como laranja, morango, kiwi, abacaxi, melancia e framboesa são importante na formação do colágeno, que ajuda a pele a ficar mais firme.

Alimentos ricos em vitaminas K devem ser consumidos devido essa vitamina ajudar na coagulação parando a hemorragia e facilitando a cicatrização. Alimentos ricos dessa vitamina são: brócolis, acelga, couve, aspargo, espinafre e cenoura.

Não podemos esquecer também dos alimentos ricos em ferro que são importantes para manter as células do sangue saudáveis, que são importantes para levar os nutrientes ao local da ferida. As principais fontes de ferro são: fígado de boi, ervilha, lentilha, gema de ovo, tofu, coentro, castanha de caju, sementes de gergelim e uva-passa.

Além dos alimentos, é muito importante manter o corpo hidratado, com isso o consumo de água é fundamental. Além disso, alimentos ricos em água também devem ser consumidos. É importante evitar os sucos de frutas naturais e os enlatados, pois ambos são pobres em fibras e ricos em frutose que é o açúcar das frutas.

No vídeo abaixo é revelado algumas outras dicas na alimentação pós-operatório:

Dieta do suco

Dieta do sucoA dieta do suco consiste em apenas comer frutas e vegetais de forma líquida. Os sucos são ótimos aliados e eficientes para desintoxicar, hidratar, resgatar a vitalidade da pele, regular o intestino e emagrecer.

Essa dieta é considerada muito extrema e com isso não é aconselhável fazê-la sem o acompanhamento médico.

Além de emagrecer, o principal objetivo da dieta do suco é livrar o corpo das toxinas, que são os famosos radicais livres. Estes por sua vez contribuem para o acúmulo de gordura na barriga e aceleram o envelhecimento precoce das células.

Para essa dieta do suco funcionar é preciso apostar em sucos emagrecedores como os sucos de vegetais e os sucos de frutas.

Liquidificador ou Juice

É muito importante você ter um liquidificador ou juice para fazer essa dieta. Afinal, tendo uma dessas ferramentas em mãos fica muito fácil de se fazer os sucos. Procure aparelhos com partes de metal e que possam ser facilmente limpos.

Sobre a dieta

A dieta do suco dura de 1 a 3 dias dependendo do seu objetivo. Durante esse tempo você vai apenas beber líquidos. Você não consumirá alimentos sólidos. Os sucos são criados de frutas e vegetais inteiros e crus, de maneira que todos os nutrientes e enzimas são preservados, de maneira que essa é uma bebida popular também na dieta de alimentos crus.

É muito importante após a dieta seguir uma alimentação balanceada e rica em fibras e proteínas de qualidade. Além disso, ter um plano de exercícios e realizá-los após a dieta pode maximizar seus resultados. Caso tenha dúvidas sobre exercícios, o canal do Vinicius Possebon pode te ajudar!

Receitas de sucos

Suco de gengibre e abacaxi

Ingredientes: 1 folha de couve, 2 pedaços grandes de abacaxi, metade de um gengibre ralado, 200ml de água gelada.

Preparo: Bata tudo no liquidificador ou juice.

Suco de couve com limão

Ingredientes: 1 limão inteiro, 2 folhas de couve, 1 maça verde e 200ml de água gelada.

Preparo: Bata tudo no liquidificador ou juice.

Suco de maça e limão

Ingredientes: 2 maças, 1 limão, 1 pedaço de gengibre ralado e 150ml de água de coco.

Preparo: Bata tudo no liquidificador ou juice.

Suco de pepino com abacaxi

Ingredientes: 1 pepino fatiado, 3 pedaços grandes de abacaxi e 1 pedaço pequeno de gengibre ralado e hortelã a gosto.

Preparo: Bata tudo no liquidificador ou juice.

Suco de maça e couve

Ingredientes: 1 maça vermelha, 1 maça verde, 1 folha de couve e 250ml de água de coco.

Preparo: Bata tudo no liquidificador ou juice.